TugaNet

Uma Rádio Para a Vida!

Musica Atual

Título

Artista

Programa Atual

A sua hora

21:00 22:00

Programa Atual

A sua hora

21:00 22:00


Morreu Tina Turner, rainha do Rock’n Roll

Publicado por: a 24 de Maio de 2023

foto: facebook

A cantora, compositora e atriz norte-americana tornou-se um ícone, tendo vendido mais de 180 milhões de discos

A artista Tina Turner morreu esta quarta-feira aos 83 anos, informou o seu porta-voz num comunicado que refere que a rainha do Rock’n Roll “faleceu pacificamente aos 83 anos, após lutar contra doença prolongada”.

Tina Turner morreu na sua casa em Küsnacht, perto de Zurique, na Suíça. “Com ela, o mundo perde uma lenda musical e um exemplo a seguir”, accrescenta o comunicado.

Nascida Anna Mae Bullock em 26 de Novembro de 1939, a cantora, compositora e atriz americana tornou-se um ícone, tendo vendido mais de 180 milhões de discos. Reconhecida pelas suas vozes poderosas, presença em palco electrizante e atuações cativantes, Turner deixou uma marca indelével na indústria musical.

Criada em Nutbush, Tennessee, Turner iniciou o seu percurso musical quando ainda era adolescente, cantando em coros da igreja e em espectáculos de talentos. O seu talento e energia vibrante levaram-na a juntar-se à banda de Ike Turner, os Kings of Rhythm, na década de 1950. Foi nessa altura que adoptou o nome artístico Tina Turner. A carreira de Turner disparou nas décadas de 1960 e 1970 como parte da dupla dinâmica Ike & Tina Turner.

As suas atuações eletrizantes ao vivo e os êxitos no topo das tabelas, como “Proud Mary” e “River Deep – Mountain High”, fizeram de Ike e Tina um dos grupos de R&B de maior sucesso da época. No entanto, a vida pessoal de Tina foi marcada por uma relação abusiva com Ike, da qual conseguiu escapar no final da década de 70.

A partir desse momento, embarcou numa carreira a solo na década de 80, alcançando vários sucessos, como o seu álbum “Private Dancer” (1984) que será lembrado como um fenómeno mundial – nele constavam singles como “What’s Love Got to Do with It” e “Better Be Good to Me”. A voz rouca e distinta de Turner, a sua energia ilimitada e a sua presença dinâmica em palco cativaram audiências em todo o mundo, solidificando o seu estatuto de “Rainha do Rock ‘n’ Roll”.

Ao longo da carreira, Turner recebeu vários prémios Grammy, entrou no Rock and Roll Hall of Fame e tem uma estrela no Passeio da Fama de Hollywood. As suas atuações ao vivo, caracterizadas por rotinas de dança enérgicas e a sua voz ardente característica, tornaram-se lendárias.

Nos ecrãs, Turner também se dedicou à representação, aparecendo em filmes como “Tommy” (1975) e “Mad Max Beyond Thunderdome” (1985).

fonte: CNNPortugal/2023


Faça download do nosso app:

Android

Apple

Marcado como

Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos de preenchimento obrigatório assinalados com *



×