Trump diz que a Europa trata os Estados Unidos “muito mal”

Donald Trump e a presidente da Comissão Europeia, Úrsula Von der Leyen, anunciaram em janeiro o desejo de relançar uma nova rota de comércio transatlântico e concluir um acordo comercial, a breve prazo.

Hoje, Trump perante uma plateia de governadores, disse que “A Europa trata-nos muito mal”, graças a “um enorme ‘défice’” nas relações com Bruxelas “nos últimos 10 ou 12 anos”.

O Presidente dos EUA disse que a UE tem imposto “incríveis barreiras alfandegárias” e pediu aos membros da comunidade para abrir mais os mercados aos produtos norte-americanos, especialmente na área agrícola. Por isso, Trump disse que estas dificuldades impeliam um novo acordo comercial entre os dois blocos, dizendo que gostaria de o finalizar rapidamente.

Von der Leyen deve ir a Washington em breve, para uma reunião que pode levar à assinatura de uma espécie de “declaração política”, como a que foi concluída em julho de 2018 entre Donald Trump e o ex-presidente da Comissão Jean-Claude Juncker.

Na altura, os dois líderes prometeram negociar dois acordos: um destinado a abolir os direitos aduaneiros sobre bens industriais, o outro para eliminar certas barreiras não-tarifárias ao comércio por meio de cooperação regulatória.

As discussões sobre bens industriais não avançaram desde então, mas os norte-americanos já fizeram saber que gostariam de incluir a agricultura no escopo do acordo, ao qual os europeus se opõem.

noticia adaptada do site jornaleconomico

Facebooktwitterpinterestlinkedinmail