Portugal conta com o apoio de Trump em Bruxelas

Portugal vai ter um amigo em Bruxelas para defender a necessidade de construção de um gasoduto que pode tornar Sines uma das portas de entrada de gás natural na Europa.

Donald Trump vai defender junto da Comissão Europeia e os países europeus, a necessidade de Espanha e França construírem um novo gasoduto que pode tornar a infraestrutura de gás natural em Sines e em Portugal mais relevante a nível europeu.

A garantia foi dada pelo Secretário de Energia dos Estados Unidos da América durante uma visita hoje ao porto de Sines e ao terminal de gás natural liquefeito.

Apesar da vontade dos Estados Unidos em potenciar Sines, e assim vender mais gás natural de xisto à Europa, a verdade é que um gasoduto considerado essencial para levar o gás que entra em Portugal para toda a Europa deixou de ser considerado relevante.

Esta nova interligação de gás natural entre Espanha e França foi chumbada pelos reguladores dos dois países, e deixou de ser considerado um projeto importante para a Comissão Europeia, logo não sendo elegível para fundos europeus.

Dan Brouillette, Secretário de Energia dos Estados Unidos da América , garante que vai defender a importância deste gasoduto junto da Comissão Europeia e os estados-membros esta semana num encontro que vai ter lugar em Munique, Alemanha.

“Vamos insistir neste ponto de dependência excessivsa em um fornecedor de energia, no caso da Europa é a Gazprom da Rússia, o que pode vir a ser uma situação perigosa”, destacou o homem forte de Donald Trump para a energia.

“Vamos continuar a apelar aos europeus, como os alemães e outros, para aumentarem a sua diversidade de fornecimento e aumentar os seus fornecedores. É por isto que estes gasodutos são importantes e vamos continuar a ter estas conversações em Munique”, afirmou.

noticia adaptada do site jornaleconomico

Facebooktwitterpinterestlinkedinmail