Portugal acaba com paraíso fiscal para pensionistas não-residentes

Em 2009, no auge da crise financeira, foi criado um incentivo fiscal que, apesar de popular entre os pensionistas estrangeiros e criticado por governos da União Europeia, apenas beneficiou cerca de 10 mil pessoas. De agora em diante, os pensionistas não-residentes que se instalarem em Portugal verão os seus rendimentos tributados em dez por cento. Quem já vive em território nacional permanece isento mas pode aderir à nova moldura fiscal.

noticia adaptada do site euronews

Facebooktwitterpinterestlinkedinmail