Bruxelas dá 1.º passo para o salário mínimo europeu.

O salário mínimo europeu já vem sendo falado, mas até agora não havia nenhuma proposta em concreto. O El País conta que a Comissão Europeia quer que os países da União Europeia (UE) fixem um salário base equivalente a 60% da remuneração média nacional, com o objetivo de promover a convergência económica entre os Estados-membros.

Ainda assim, esta medida – desde que é falada – tem gerado críticas por parte de países como a Dinamarca ou a Suécia, que alegam que este modelo pode prejudicar a negociação coletiva, de acordo com o Guardian.

Ao que indica o jornal britânico, os planos da Comissão Europeia relativamente a este assunto serão tornados públicos esta terça-feira, pela voz da presidente Ursula von der Leyen.

Seja como for, o objetivo desta medida é estimular a convergência económica entre os vários Estados-membros, reduzindo o risco de uma diferença salarial num mercado de trabalho sem fronteiras, “recuperando uma parte dos 110 milhões de europeus em risco de pobreza”.

noticia e imagem do site noticias ao minuto

Facebooktwitterpinterestlinkedinmail