A embaixada do Brasil em Lisboa, diz que hoje à noite estará concluído o repatriamento de 8.800 turistas brasileiros

Partem hoje à noite dois aviões para o Brasil, um voo charter, fretado, e outro regular, que concluirá o repatriamento de 8.800 cidadãos brasileiros.

O diplomata Luciano Mazza de Andrade, lembrou que, antes da pandemia da covid-19, havia um total de 60 voos por semana de Lisboa para vários destinos do Brasil. Mas, na semana em curso, haverá “apenas cinco”. 

É isto que tem criado dificuldades ao regresso de muitos brasileiros que se encontravam no país em turismo quando começaram a ser tomadas medidas de prevenção e combate contra a propagação do novo coronavírus, quer em Portugal quer noutros Estados europeus, e depois no Brasil.

“Mas a atitude de algumas companhias aéreas também não foi a melhor”, criticou Luciano Mazza de Andrade.

“Os custos da viagem cabem às operadoras e companhias aéreas”, porque foram as entidades a quem as pessoas compraram os bilhetes, defendeu o ministro conselheiro.

Agora, ainda falta repatriar pelo menos mais 1.500 pessoas, além dos 700 brasileiros que estão no navio cruzeiro que atracou no domingo à noite no Porto de Lisboa.

“Estes encontram-se numa situação especial, porque as autoridades portuguesas decretaram que terão de sair dali diretos para voos fretados. Isso é uma operação que está a ser tratada pela operadora com as entidades portuguesas”, explicou Mazza de Andrade.

Dos 700 cidadãos brasileiros que se encontram no cruzeiro, 450 são passageiros e os restantes integram a tripulação do navio. 

noticia adaptada do site noticiasaominuto

Facebooktwitterpinterestlinkedinmail